InfoAmazonia venceu na categoria “Dados abertos”. O projeto vitorioso é uma ferramenta que mostra os processos minerários na Amazônia brasileira que incidem em áreas protegidas onde a atividade é ilegal.

A InfoAmazonia recebeu neste domingo (6) o Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, na categoria “Dados abertos”, com o projeto especial Amazônia Minada: uma ferramenta que mostra os processos minerários na Amazônia brasileira que incidem em áreas protegidas onde a atividade nunca deveria ser registrada. 

O Amazônia Minada analisa sistematicamente os dados da Agência Nacional de Mineração (ANM), autarquia do governo federal brasileiro responsável por autorizar e fiscalizar a atividade. O órgão disponibiliza diariamente uma atualização do seu registro de processos minerários, em formato aberto de dados geográficos. O Amazônia Minada, então, mapeia e alerta quando estes processos se sobrepõem (total ou parcialmente) ou estão contíguos a terras indígenas e unidades de conservação integral da Amazônia Legal.

Os outros finalistas do Prêmio Cláudio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados na categoria “Dados abertos” foram a revista Piauí e a agência Fiquem Sabendo com o especial “Má alimentação Brasileira” e o portal jornalístico O Povo com “A cor da dor”.

Ao entregar o prêmio, a jornalista Clara Velasco, especialista em comunicação guiada por dados, informou que, na avaliação do júri, Amazônia Minada se destacou pela “originalidade, complexidade e cruzamento de fonte de dados para criação de uma nova informação. A possibilidade de replicabilidade, a utilização expressa da Lei de acesso da informação e a metodologia clara e reproduziva.” 

Originalidade, complexidade e cruzamento de fonte de dados para criação de uma nova informação. A possibilidade de replicabilidade, a utilização expressa da Lei de acesso da informação e a metodologia clara e reproduziva

Clara Velasco, jornalista

Para Stefano Wrobleski, diretor de tecnologia da InfoAmazonia, a premiação fortalece o  combate a mineração ilegal na floresta. “O prêmio é um importante reconhecimento ao nosso trabalho no monitoramento da mineração em áreas protegidas. Espero que esta premiação faça com que mais jornalistas, pesquisadores e organizações da sociedade civil conheçam e usem a plataforma. Assim, as informações que estamos disponibilizando podem produzir impacto na proteção de territórios tão importantes para a Amazônia”.

Divulgação Coda
Diretor de tecnologia do InfoAmazonia, Stefano Wrobleski, recebe prêmio Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados

Histórico

O Amazônia Minada foi idealizado pelo jornalista Hyury Potter e lançado em novembro de 2019 com uma bolsa do Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ) para monitorar pedidos de mineração em unidades de conservação integral.

No ano seguinte, um apoio do Rainforest Journalism Fund com o Pulitzer Center permitiu ampliar a ferramenta, que passou a incluir terras indígenas no levantamento.

Em fevereiro de 2022, com financiamento da Amazon Watch e desenvolvimento da Geodatin, o InfoAmazonia lançou o painel interativo atual, permitindo que qualquer pessoa possa filtrar e baixar os dados. A coordenação do desenvolvimento foi feita por Stefano Wrobleski e a de pesquisa por Juliana Mori, diretores da InfoAmazonia.

Confira a lista dos vencedores do Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados

Dados Abertos
– Má alimentação à brasileira (Revista Piauí e Agência Fiquem Sabendo)
– A cor da dor (Jornal O Povo)
– Amazônia Minada (InfoAmazonia) – (Vencedor)

Inovação e experimentação
– Escriba (Aos Fatos)
– BotPonto (Núcleo Jornalismo) – (Vencedor)
– Suspeitos sem fundamento (data_labe)

Investigação
– O caçador de jazidas: quem é o empresário que lidera a corrida pelo ouro em terras indígenas (Repórter Brasil)
– 4 em cada 10 abortos legais no Brasil são feitos fora da cidade onde a mulher mora; pacientes percorreram mais de 1 mil km (G1) – (Vencedor)
– GSI libera garimpo em áreas preservadas da Amazônia (Folha de São Paulo)

Visualização
– Mapa dos conflitos (Agência Pública e Comissão Pastoral da Terra)
– Aquazônia: A Floresta-Água (Ambiental Media) – (Vencedor)
– O voo dos MEIs (Agência Tatu)

Ainda não há comentários. Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.