Em 2040, muitos dos projetos de hidrelétricas existentes e planejados, incluindo aqueles na bacia do Tapajós, poderiam tornar-se inviáveis se a seca piora e o fluxo dos rios diminuem.

Ainda não há comentários. Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.