Ojo Público e a Sociedade Peruana de Direito Ambiental percorreram os principais centros de produção de ouro ilegal no Peru, Bolívia, Colômbia, Brasil e Equador. Veja o mapa da viagem.

Desde novembro do ano passado, três repórteres da iniciativa Ojo Público e da Sociedade Peruana de Direito Ambiental (SPDA) percorreram os principais centros de produção de ouro ilegal no Peru, Bolívia, Colômbia, Brasil e Equador, para verificar as formas em que o metal de origem ilegal é incorporado nas cadeias de comercialização. Eles reconstruiram a viagem neste mapa interativo: http://bit.ly/1GyZwZL

There are no comments yet. Leave a comment!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.