Cientistas brasileiros e colombianos que estudam a situação dos botos nos rios da América do Sul viajaram 750 quilômetros do rio Caquetá por 17 dias, a partir de sua foz no Amazonas no Brasil até Parque Nacional Cahuinarí na Colômbia.

Ainda não há comentários. Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.