Com um mês de atraso, a empresa Perenco confirmou seu primeiro derramamento de petróleo em dezembro passado, na região de Loreto, contradizendo o presidente peruano, que chamou o trabalho da Perenco como “a renovação da atividade extrativa na região”.
Peru

Ainda não há comentários. Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.