Postado em

Santiago Manuin alerta sobre futuro conflito socioambiental no Amazonas peruano

A comunidade não aceita que a empresa petrolífera Maurel et Prom comece a etapa de exploração no lote 161 porque afirmam que não foram consultados previamente.

Ainda não há comentários. Deixe um comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.