: Novas represas no Rio Madeira causam desmatamento por inundações

Novas represas no Rio Madeira causam desmatamento por inundações

seg, 20 de junho de 2016

O Projeto de Monitoramento da Amazônia Andina apresenta novo mapa que descreve a perda de floresta -mais de 36.100 hectares- devido à inundações causadas por barragens, com foco especial na barragem de Jirau.

As terras baixas da Amazônia têm estado conectadas com a cordilheira dos Andes durante milhões de anos com só seis rios* (Caquetá, Madeira, Marañon, Napo, Putumayo e Ucayali), como podemos ver na Imagem 34a. Esta íntima conexão permite a alimentação da Amazônia com sedimentos e nutrientes dos Andes, assim como o passo de peixes (especialmente os bagres) migratórios até as suas áreas de desova nas montanhas andinas.

Imagen 34a. Datos: Esri, DigitalGlobe, GeoEye, Earthstar Geographics, CNES/Airbus DS, USDA, AEX, Getmapping, Aerogrid, IGN, IGP, swisstopo

Imagem 34a. Dados: Esri, DigitalGlobe, GeoEye, Earthstar Geographics, CNES/Airbus DS, USDA, AEX, Getmapping, Aerogrid, IGN, IGP, swisstopo

No entanto, um dos seis principais tributários andinos foi recentemente represada em seu principal canal: o rio Madeira, no oeste do Brasil (ver Quadro A). A represa Santo Antônio foi concluída em 2011, seguida pela represa Jirau águas acima em 2013. Note-se que estas barragens estão localizadas rio abaixo do rio Madre de Dios (um dos principais afluentes do rio Madeira), então impactos ecológicos (por exemplo, interrompimento do trânsito de bagres migradores **) também são muito relevantes para o Peru também.

Neste MAAP # 34, é descrita a perda de floresta -mais de 36.100 hectares- devido à inundações causadas pelas barragens, com um foco na represa Jirau.

Zoom A: Perda de Bosque por Inundações

Imagen 34b. Datos: USGS, CLASlite, Hansen/UMD/Google/USGS/NASA.

Imagem 34b. Dados: USGS, CLASlite, Hansen/UMD/Google/USGS/NASA.

Zoom B: Inundações ao redor da Represa Jirau

Imagen 33c. Inundaciones inmediatamente aguas arriba de la represa Jirau entre 2011 (panel izquierda) y 2015 (panel derecha).

Imagem 34c. Inundações águas imediatamente acima da represa Jirau entre 2011 (esquerda) e 2015 (direita).

 

Imagen 33d. Vista de alta resolución de la represa Jirau. Datos: WorldView-2 from Digital Globe (NextView).

Imagem 34d.  Dados: WorldView-2 from Digital Globe (NextView).

Imagen 33e: Vista de alta resolución de una parte de la zona inundada inmediatamente aguas arriba de la represa de Jirau. Datos: WorldView-2 from Digital Globe (NextView).

Imagem 34e: Vista em alta resolução de uma parte inundada imediatamente acima da represa de Jirau. Dados: WorldView-2 from Digital Globe (NextView).

Zoom C: Inundações águas acima da Represa Jirau

Imagen 33f. Las inundaciones de bosques de aguas arribas de la represa de Jirau entre 2011 (panel izquierda) y 2015 (panel derecha). Datos: USGS

Imagem 34f. Inundações de bosques águas acima da represa de Jirau entre 2011 (esquerda) e 2015 (direita). Datos: USGS

×

Encontre a localização

Encontrar

Resultados:

Latitude:
Longitude:

Finalizar geocodificação

×

Envie um artigo

Você tem alguma notícia para compartilhar sobre a Amazônia? Contribua para este mapa enviando uma reportagem. Ajude a ampliar o entendimento do impacto global desta importante região.

Encontre localização no mapa

Encontre localização no mapa