Liderança histórica, aliado de Chico Mendes pergunta: “Quantos companheiros não tão trocando o sangue do Chico por dinheiro? Tem muitos!”

Liderança histórica, aliado de Chico Mendes pergunta: “Quantos companheiros não estão trocando o sangue do Chico por dinheiro? Tem muitos!”

O entrevistado do quarto episódio da série “Vozes da Floresta – A aliança dos Povos da Floresta de Chico Mendes a nossos dias” é Sabá Marinho, líder seringueiro em Xapuri (AC) e companheiro de lutas de Chico Mendes, .

Memória viva do movimento dos seringueiros, ele fala da escravidão nos seringais, da chegada do latifúndio, dos conflitos nos anos 70 e 80.

Ele também recorda do início do movimento encabeçado por Chico Mendes, o que levou à formação da Aliança dos Povos da Floresta.

“E aí o Chico conversou com os índios: ‘Companheiros, nós somos iguais, nós somos trabalhadores. Vocês precisam da terra, nós precisamos também. É eles que tão pegando nós e jogando um contra o outro. Então vamos fazer o seguinte, vamos se unir agora. Vamos fazer a nossa Aliança’. Foi quando surgiu a Aliança dos Povos da Floresta”.

Na entrevista, ele ainda nos conta sobre a continuidade da tradição dos seringueiros, das traições, das lutas atuais e do futuro da floresta.

“A única vontade que eu tinha é de me sepultar lá no meio da floresta. Se eu morresse aqui que me levassem e sepultassem lá no meio da floresta”, disse Sabá.

Assista a entrevista completa

Sobre a série

“Vozes Da Floresta – A Aliança dos Povos da Floresta de Chico Mendes a Nossos Dias” é uma série composta por entrevistas com lideranças indígenas, extrativistas e militantes refletindo sobre as lutas pela preservação das florestas e dos direitos dos povos que a habitam, lembrando o passado e o presente desta poderosa articulação entre indígenas e seringueiros.

Traz momentos importantes dessa história, que teve entre suas lideranças Chico Mendes, seringueiro que conseguiu projeção internacional nos anos 1980 discutindo a questão da preservação das florestas brasileiras, e que por sua luta foi covardemente assassinado a mando de fazendeiros em 1988.

Dirigida e roteirizada pelo cineasta e jornalista Thiago B. Mendonça, autor de diversos filmes premiados entre ficções e documentários como “Jovens Infelizes” (2016), “Entremundo” (2015), “Procura-se Irenice” (2015), “A guerra dos gibis” (2013) e “Piove, il film di Pio” (2012),a série foi produzida com o apoio do Rainforest Journalism Fund, em associação com o Centro Pulitzer. A produção é da Memória Viva, em parceria com o Le Monde Diplomatique e tem o apoio da InfoAmazonia e da Saci Filmes do Acre.

Veja também
O primeiro episódio foi com Ailton Krenak que discutiu a ideia da Aliança para os dias de hoje, o que é ser índio no Brasil

There are no comments yet. Leave a comment!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.